Vânia Bastos iniciou sua carreira profissional no início dos anos 80 ao lado de Arrigo Barnabé, sendo solista de “Clara Crocodilo”- o disco marcante da chamada “Vanguarda Paulista”. Com Arrigo foi também a solista de “Tubarões Voadores”. Durante dois anos cantou com Itamar Assumpção na Banda Isca de Polícia. Em 1986 grava seu primeiro disco-solo. Hoje tem mais de uma dezena de discos gravados e lançados, também, no Japão e Europa.

Dedicou Cds inteiros às canções de Caetano Veloso, Tom Jobim e ao Clube da Esquina, tendo as participações do próprio Caetano e de Milton Nascimento em suas gravações. Figurou em várias trilhas de novelas com belas canções.

O DVD, ”Tocar na Banda”,  marca seus vários anos de estrada na MPB. Em “nabocadolobo” , álbum totalmente dedicado à obra de Edu Lobo, um dos maiores compositores brasileiros. Ronaldo Rayol é o diretor musical, arranjador e violonista deste álbum, que conta também com a participação do próprio Edu Lobo.

Vânia Bastos acaba de lançar o festejado álbum "Concerto para Pixinguinha", ao lado do contrabaixista e arranjador Marcos Paiva. Registro, em estúdio, do show que é sucesso desde 2013. O lançamento do disco em São Paulo será no Teatro J.Safra (dia 13 de agosto) e no Rio de Janeiro no Teatro Net Rio (dia 14 de setembro).